Comunique Erro

 
Nome:
E-mail:
Erro:
Fechar
Empresas amigas
Reuniões Científicas

Confira as fotos
Resultados de Exames

Consulta de resultados de exames

Resultados de Exames
Médico

Newsletter

Receba novidades da ACCG

Cotação On line

Faça sua cotação de forma rápida e prática em nosso sistema.

Fazer cotação
Licitações

Confira aqui as modalidades
que a ACCG oferece para licitações.

Doe Sangue
Tamanho da Letra A- | A+

Teste de Ácido Nucléico (NAT)

A realização dos testes baseados na detecção de ácido nucléicos de HIV (Vírus da Imunodeficiência Humana) e HCV (Vírus da Hepatite C e HBV – Vírus da Hepatite B) em doadores de sangue nas redes de hemoterapia foram implantadas em 2004 quando o Governo Federal publicou a Portaria nº 112, cujo objetivo é garantir segurança nas transfusões de sangue e hemocomponentes.

O Teste de Ácido Nucléico é realizado também nos Estados Unidos, Europa, Austrália e Japão e visa reduzir o período de “janela imunológica” entre a infecção e a detecção dos anticorpos específicos produzidos pelo sistema imunológico, período no qual não se detecta reatividade nos testes de triagem sorológica. Enquanto os testes de triagem sorológica procuram anticorpos, o que demanda tempo, o NAT, por biologia molecular, procura diretamente um componente do vírus, o ácido nucléico. Estudos demonstraram que com a nova técnica a “janela imunológica” reduz de 22 para 11 dias nas infecções pelo vírus HIV e de 82 para 23 dias nas infecções pelo vírus HCV, o que corresponde a um decréscimo de 55% e 90%, respectivamente.

Embora a sensibilidade dos testes que detectam anticorpos tenha aumentado nos últimos anos, ainda existe um período de janela entre a infecção e os níveis detectáveis de marcadores sorológicos. O NAT se baseia no fato de que antes do surgimento dos anticorpos, a presença do vírus pode ser detectada por outros indicadores, como os ácidos nucléicos. No caso do HIV, por exemplo, que começa a se replicar no organismo cerca de 10 dias após a infecção, a partir daí é possível detectar seu material genético, no caso o RNA. No caso do HCV (vírus da Hepatite C), estima-se que cerca de 5% da população apresentam RNA positivo no soro com anticorpos negativos.

Desde que a lei que regulamenta a implantação do teste nas unidades hemoterápicas foi instituída, o Banco de Sangue da ACCG vem realizando o NAT nas doações de sangue recebidas a fim de assegurar ao paciente qualidade e segurança quanto ao hemocomponente transfundido.

Atualmente, o Banco de Sangue do Hospital Araújo Jorge tem como parceiro o laboratório IMUNOLAB, situado na cidade de São Paulo, para a realização do teste NAT. O Imunolab é certificado pela Fundação Vanzolini e IQNet segundo a NBR ISO 9001:2008 e, desde o ano passado, passou a ser o único laboratório do Brasil acreditado pela American Assocition of Blood Banks (AABB).

Veja Também