Comunique Erro

 
Nome:
E-mail:
Erro:
Fechar
Empresas amigas
Resultados de Exames

Consulta de resultados de exames

Área médica:
Resultados de Exames

Newsletter

Receba novidades da ACCG

Cotação On line

Faça sua cotação de forma rápida e prática em nosso sistema.

Fazer cotação
Licitações

Confira aqui as modalidades
que a ACCG oferece para licitações.

Notícias
Tamanho da Letra A- | A+

Pacientes e acompanhantes da quimioterapia foram presenteados com chocolates

Destaque

Na quarta-feira, 04 de abril, pacientes e seus acompanhantes do Setor de Quimioterapia do Hospital Araújo (HAJ) que participaram da Oficina de Moda e Beleza, um dos projetos realizados pela Coordenação de Voluntários do HAJ, receberam chocolates das voluntárias do projeto, como uma simbolização das comemorações de Páscoa.

A Oficina que acontece a cada primeira quarta-feira do mês, busca a edificação da autoestima das pacientes e de seus acompanhantes, ensinando as pacientes a utilizarem o lenço como um acessório de beleza. De acordo com a voluntária, Walquiria Medeiros da Silva, o trabalho com a beleza auxilia na eficácia do tratamento das pacientes.

“É muito interessante ver como essas mulheres chegam, às vezes tristes. E, depois da oficina, diante de tudo que as ensinamos, vemos a mudança no semblante delas, principalmente depois que fazemos a amarração do lenço. É notório o antes e depois. Percebemos que as ações fazem bem para elas e o mais gratificante no trabalho é saber que podemos contribuir e fazer a diferença”, afirmou à voluntária.

Além disso, Walquiria ressalta a importância do tecido dos lenços, para o trabalho de amarração. “O melhor tecido é o que tem maior concentração de algodão. Pois, o tecido que tem poliéster esquenta a cabeça, escorrega e dificulta a amarração. O interessante é que a pessoa faça a amarração do lenço em si mesma. E com os lenços escorregadios dificultam a execução”, comenta.

Maria da Consolação da Silva Barros é paciente do HAJ, há cerca de um ano. Durante seu tratamento de quimioterapia, perdeu seus cabelos, e partir desse momento ela começou a utilizar os lenços. “É a primeira vez que participo da oficina. Achei ótimo, aprendi bastante. Vou usar mais vezes os lenços, agora que aprendi a realizar as amarrações”, contou.

Ângela Machado, coordenadora do Voluntariado, ressalta que esse projeto realizado há cerca de sete anos, proporciona um momento muito agradável e satisfatório para as pacientes e seus acompanhantes. “A oficina oferece simultaneamente entretenimento, motivação, ensino e integração entre as voluntárias e os pacientes que fazem quimioterapia. A entrega dos chocolates proporcionou mais alegria e bem estar aos que participavam da oficina neste dia”, comentou.

Texto: Suzana Ferreira (estagiária)- Assessoria de Comunicação

Veja Também